Home / Outros / PIAUÍ: Salão de Arte Santeira é retomado depois de 9 anos e premia os melhores artesãos

PIAUÍ: Salão de Arte Santeira é retomado depois de 9 anos e premia os melhores artesãos

foto_3342_82925.jpg.360x243_q85

(Foto: (Jorge Bastos)

O XIV Salão de Arte Santeira do Piauí, que não é realizado desde 2008, foi aberto nessa segunda-feira (16), no Teresina Shopping, premiando os melhores trabalhos em três categorias: entalhe, escultura e artes plásticas. As peças permanecem em exibição e à venda até o dia 28 de outubro. O Salão é aberto ao público.

“É inadmissível que o Salão, uma marca do nosso Estado, tenha deixado de acontecer por tantos anos. Agora estamos retomando e essa é uma oportunidade de revelar novos talentos e dar visibilidade ao trabalho de muitos artesãos. Estamos investindo no setor. Em Teresina, por exemplo, está sendo reformada a Central de Artesanato Mestre Dezinho e acreditamos que com as melhorias o número de visitas ao local será bem maior”, afirma o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo.

A abertura do Salão, no segundo piso do Teresina Shopping, contou com a presença do governador do Estado, Wellington Dias. Alunos da Escola Estadual de Dança Lenir Argento se apresentaram e ainda teve música com a banda “As Fulô do Sertão”. Na ocasião, foram premiados os melhores trabalhos. Entre eles, o artesão Raimundo Nonato Costa e Silva, o Costinha, de Teresina, ficou com o primeiro lugar na categoria entalhe, levando um prêmio de R$ 5 mil.

“Fiz a peça especialmente para o Salão. Um altar de Nossa Senhora das Dores. Levei um mês e 15 dias para concluir a peça. Vou investir o prêmio na compra de material”, diz Costinha, que já ganhou três vezes o Salão de Arte Santeira. Ele também é um dos alunos do mestre Dezinho.

Entre os concorrentes, uma única mulher na disputa. Maria dos Remédios levou duas peças para o Salão. Mesmo sem a premiação, ela diz que essa é uma forma de divulgar seu trabalho e de mostrar que há mulheres artesãs no Piauí. Ela fez a face de Cristo entalhada e uma escultura em madeira. Maria é casada com o artesão Mestre Valdir, que também tem peças expostas no Salão.

“A retomada do Salão era um desejo antigo entre os artesãos, que ganham a oportunidade de apresentarem peças inéditas e ainda incentivam a nova geração, já que o evento também é uma vitrine que revela grandes talentos”, diz o superintendente da Sudarpi, Jordão Costa.

O XIV é uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e da Superintendência de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense (Sudarpi). E cada categoria foram premiados os três melhores trabalhos. O primeiro lugar levou R$ 5 mil, o segundo R$ 4 mil e o terceiro R$ 2 mil.

Confira abaixo os nomes dos premiados:

Categoria entalhe:

1º lugar – Raimundo Nonato Costa e Silva (Costinha) – Teresina-PI;

2º lugar – Antônio Carlos Pereira da Silva – Teresina-PI;

3º lugar – Ariosvaldo Torres Oliveira;

Categoria escultura:

1º lugar – Mestre Guilherme – Parnaíba-PI;

2º lugar – Rogério Albino – Teresina-PI;

3º lugar – Rogério Albino – Teresina-PI;

Categoria artes plásticas:

1º lugar – Rogério Albino – Teresina-PI;

2º lugar – Marcos Cesar Ribeiro Gaspar – Parnaíba-PI;

3º lugar – Genivaldo da Costa e Silva – Teresina-PI.

About admin

Check Also

Um ano dos Saraus em Pasárgada

O projeto Saraus em Pasárgada vai completar um ano de existência em grande estilo. Nesta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *